Brasil livre de febre aftosa sem vacinação, foi o comunicado em vídeo feito hoje, 27/05/2021, pela ministra da Agriculta, Pecurária e Abastecimento, Tereza Cristina, através de sua conta oficial no twitter. A ministra também é deputada federal licenciada pelo estado do Mato Grosso do Sul.

No vídeo, que teve a participação do presidente Jair Bolsonaro, disse a ministra: “Presidente, eu estou aqui hoje para uma grande comemoração, o Brasil recebe o atestado de livre de aftosa, sem vacinação, da OIE, e isso é um marco na nossa pecuária”.

OIE significa Organização Mundial de Saúde Animal. Que é uma organização intergovernamental, com sede em Paris, que tem como principal objetivo coordenar e incentivar, ao nível mundial, a informação, a investigação e a elaboração de normas sanitárias para o controle das epizootia.

Pegando carona na notícia, como se recebesse a deixa de uma peça ensaiada, complementa Bolsonaro: “Brasil sem febre aftosa, é um marco fenomenal para todos nós, são divisas para nós e segurança alimentar também para nós e para o mundo”.

Não endossando ipsis verbis aquilo que disse a ministra. Acerta, ou pelo menos deixa de errar o presidente. Pois o Brasil é sim reconhecido pela OIE como livre de febre aftosa, desde 2018, mas com vacinação.

Propaganda de vídeo enganosa

Apesar da declaração feita em vídeo, como de certa forma mostra o próprio twitter, o Brasil não está livre de febre aftosa sem vacinação, apenas os estados do Paraná, Rio Grande do Sul e bloco I, composto por Rondônia, Acre e parte do Amazonas e do Mato Grosso. O que, sem dúvida, é sim motivo para comemoração.

Ainda há de se comemorar a notícia de que o estado do Paraná também recebeu o reconhecimento como zona livre de peste suína clássica independente. Segundo o governador Ratinho Júnior, “Esse foi o maior anúncio para o Paraná nos últimos 50 anos”. O pronunciamento foi feito na live de Reconhecimento dos Estados das Novas Zonas Livres de Febre Aftosa.

Segundo o portal do Ministério da Agricultura, o reconhecimento dos estados livres de febre aftosa sem vacinação foi concedido durante a manhã desta quinta-feira (27) na 88ª Sessão Geral da Assembleia Mundial dos Delegados da OIE.