Arte Museu do Dinheiro
Foto: Banco de Portugal


O Museu do Dinheiro volta, a partir desta quarta-feira, 10 de novembro, a apresentar uma exposição temporária de arqueologia, desta vez inspirada numa vista de Lisboa desenhada a partir do Tejo, num longínquo dia de maio de 1575.

Em 1575, Portugal tinha-se afirmado como um império comercial, pioneiro na abertura de rotas marítimas entre a Europa, África, Ásia e Américas.

Por Lisboa transitam mercadorias vindas de todo o planeta e a cidade cresce, diversifica-se e consolida-se como um centro cosmopolita.

A sua porta de entrada é o rio Tejo, pelo qual circulam diariamente dezenas de embarcações.

Num desses navios, Simão de Miranda, um português ao serviço do Duque de Turim, aproveita uma breve visita a Lisboa e, no escasso tempo de que dispõe, desenha de forma rápida, mas concisa, uma impressionante vista da cidade a partir do Tejo.

Museu do Dinheiro

Largo de São Julião, Lisboa (Baixa/Chiado)
Para mais informações: www.museudodinheiro.pt
Tel. +351 213 213 240
Email: info@museudodinheiro.pt